O que é Magic???

Sobre esse assunto eu não tinha escrito ainda, já que durante o AnimaVale o torneio de Magic foi uma das melhores atrações. Então por que não começar a trabalhar esse espaço aqui no blog também?

O Grande Estouro

Tapar. Queimadura de Mana. Dragões e Goblins. Talvez você já tenha ouvido alguns desses jargões enquanto passeava por um shopping, loja de revistas em quadrinhos ou escola por ai. Você até talvez tenha visto de onde esses palavreados diferentes surgem. Provavelmente você já viu alguns desses, geralmente colocados estrategicamente próximo à altura dos olhos da meninada, normalmente ao lado do caixa na loja de conveniência: esses são na verdade aqueles pacotinhos coloridos e brilhantes  contendo certos cartõezinhos, parecidos com às famosas figurinhas que nossos pais costumavam nos comprar. Só que de verdade, esses pacotinhos nada tem a ver com aquelas velhas figurinhas do campeonato brasileiro que a geração dos pais de hoje colecionavam. Mas o que são eles então?

Cartões carregados em fichários. Garotos e garotas de diferentes idades os jogando sem parar. Guardados em saquinhos plásticos, parecendo documentos importantíssimos e de valores astronômicos. Alguns são jogados em mesas, outros no chão, nas calçadas e até mesmo ao esperar uma refeição em um restaurante.

Sabe o que é? Isso se chama Magic: The Gathering (ou numa tradução não oficial, Magia: o Encontro)

Magic é o passatempo mais inteligente baseado na fantasia medieval desde a criação dos RPGs (ou Role Playing Games, jogos em que os participantes atuam como personagens em uma história) e as histórias de O Senhor dos Anéis. Esse simples jogo catapultou uma pequena empresa de jogos, a Wizards of the Coast, ao estrelato e a um faturamento anual estimado em 300 milhões de dólares. Principalmente depois de sua compra pela mega empresa de brinquedos Hasbro há alguns anos. Nada mal para uma empresa que começou com apenas cinco funcionários.

Ainda nesse assunto, Magic ficou tão popular que automaticamente criou ao seu redor dezenas de outros jogos de cartões colecionáveis, ou CCG, Colectable Card Games, tais como Yu-gi-oh e Pokemons, febres mundiais e de apelo muito mais direto com as crianças, com seus desenhos e animações vibrantes. E ainda assim, com tantos competidores de peso, a Wizards, como a empresa é conhecida informalmente entre os adeptos do jogo, já havia dado o primeiro passo em direção ao futuro, e continua até hoje como a empresa líder e incontestável nesse universo de jogos inteligentes.

O que é Magic?

Magic é um jogo de cartões (ou cards) colecionáveis no qual cada jogador assume o papel de um poderoso mago. Você e seu adversário usam seus próprios baralhos, montados a partir de uma coletânea de mais de dez mil cards diferentes a disposição. Através do jogo, você deve tentar inflingir o máximo de dano um no outro ao jogar mágicas ou enviando gladiadores heróicos e monstros grotescos. Artes inigualaveis,  uma lógica matemática aplicada e  a própria história contada através  do tema das coleções fazem  desse  jogo simples um  tremendo passatempo.

Um outro aspecto de apelo que Magic possui é que ele é colecionável. CCGs são jogos de estratégia que podem ser colecionados por diversos motivos. Para alguns, a arte precisa das figuras são fantásticas, para outros a raridade dos cards agrega valores monetários para a troca e venda e ainda outros que os colecionam, pois alguns dos cards são essenciais para a vitória nos jogos.

O jogo se encontra atualmente em sua nona edição, com diversas expansões agregadas, com ainda mais cards a caminho a cada nova coleção. O jogo já deixou seu legado através de algumas historias em quadrinhos (lançadas somente no mercado norte-americano), livros (em inglês) relacionados às coleções, jogos de videogames e computadores e agora em um massivo jogo on-line mundial, conhecido como MOL, ou Magic on-Line. Que  agrega fãs  e mais fãs a cada  dia.

A História

Em 1991, Richard Garfield era um professor universitário na Faculdade Whitman em Walla Walla, Washington, EUA. Um iniciante no design de jogos, ele se aproximou (através de seu agente Mike Davis) de Peter Adkinson, presidente da Wizards of the Coast, na época, com a idéia de um jogo de tabuleiro chamado RoboRally. Naquele momento, a companhia tinha colocado no mercado alguns poucos jogos de RPG genéricos, e lutava já ainda na juventude administrativa contra um processo movido pela Paladium, uma empresa de jogos rival, por quebra de direitos autorais e de copyright. O processo quase levou a Wizards ao chão, e não havia estrutura para produzir um jogo, tal qual RoboRally, com tantos componentes e peças.

Adkinson se voltou para Garfield, e propôs mesmo assim um desafio: que ele criasse em uma ou duas semanas um jogo simples, com poucos equipamentos e que fosse bem rápido. Magic: the Gathering nasceu.

Magic foi lançado em agosto de 1993 e foi praticamente um hit. Pegando todos os envolvidos no assunto desprevenidos. Algumas semanas depois de seu lançamento na GenCon ( a maior feira de jogos do hemisfério ocidental), estava claro que aquela pequena empresa tinha um tesouro nas mãos. E conforme os meses iam passando, se tornou obvio que aquele jogo era um estouro absoluto. Tomando conta do mundo, criando seu próprio universo de regras e de campeonatos, para logo desenvolver um grupo de jogadores profissionais que com suas vitórias espetaculares embolsam alguns milhares de dólares em campeonatos mundiais.

E o ponto mais positivo do jogo é o fato do jogo realmente se bom. É divertido de se jogar. Esse é o primeiro requisito para qualquer jogo, que quando as pessoas sentem e joguem, possam se divertir. A fórmula mágica para que isso ocorra, infelizmente, ainda é um mistério, mas jogos inventivos como o Magic tem isso de sobra.

E ainda há alguns aspectos que se podem apontar em Magic que o fizeram tão diferente. Todo o formato é original. Ele é o primeiro jogo de cards colecionável. E a idéia de um jogo ser produzido em um formato colecionável implica em toda uma gama de revoluções: portabilidade, rapidez em se jogar, belas ilustrações, preço acessível – ao menos se você estiver começando a jogar – e é possível se jogar em um pequeno espaço. Você pode joga-lo enquanto espera sua refeição num restaurante, por exemplo, na realidade em qualquer momento disponível é possível se divertir com Magic.

Texto de André “Fox” Dembitzky

Fonte: http://www.magicdomain.com.br

Anúncios

5 pensamentos sobre “O que é Magic???

  1. Pingback: O básico para jogar Magic: the Gathering… « Zona Neutra

  2. O que é Magic?

    Magic é um jogo de cartões (ou cards) colecionáveis no qual cada jogador assume o papel de um poderoso mago. Você e seu adversário usam seus próprios baralhos, montados a partir de uma coletânea de mais de dez mil cards diferentes a disposição. Através do jogo, você deve tentar inflingir o máximo de dano um no outro ao jogar mágicas ou enviando gladiadores heróicos e monstros grotescos. Artes inigualaveis, uma lógica matemática aplicada e a própria história contada através do tema das coleções fazem desse jogo simples um tremendo passatempo.

O que achou desse post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s