Conversa aberta com a Steve Jackson Games…

Bem. Todos sabem que sou adorador de Gurps [meu sistema preferido]. E recentemente, tive uma conversa com Fade Manley, webmaster da Steve Jackson Games. Conversamos sobre os direitos da Devir sobre Gurps no Brasil. A seguir, vou repassar aos leitores o que teve na conversa, na íntegra. A conversa está em inglês, mas vou traduzi-la. Caso eu tenha traduzido [e, consequentemente, entendido] algo errado, peço que aqueles que têm maiores conhecimentos da língua inglesa me corrijam, por favor.

Mensagem enviada em: 8 de janeiro de 2009 12:40 [Alexandre Nordestinus]

Good afternoon. My name is Alexandre Freitas and I live in Brazil. I would take a doubt as to GURPS. The DEVIR, holds the rights to GURPS in Brazil does not show any interest in translating the books. I wonder if the SJG has some way to make Brazilian result the publisher’s books or open hand of the license. Thank you and happy 2009.

Play the game, play RPG.

Boa tarde. Meu nome é Alexandre Freitas e moro no Brasil. Gostaria de tirar uma dúvida quanto ao GURPS. A Devir, que detém os direitos de GURPS no Brasil, não demonstra qualquer interesse em traduzir os livros. Pergunto-me se o SJG tem alguma maneira de fazer a editora brasileira traduzir os livros ou abrir mão da licença. Obrigado e feliz 2009.

Jogue o jogo, jogar RPG.

Mensagem enviada em: 12 de janeiro de 2009 16:28 [Fade Manley]

As Devir holds the license for translating GURPS books to Portuguese and printing them in Brazil, they control their release schedule for these books. So long as they continue to hold the license, I’m afraid it’s not under control what they do with it within the contract’s terms.

Como a Devir detém a licença para traduzir os livros de GURPS para o Português e sua impressão no Brasil, eles controlam seu calendário para a liberação desses livros. Enquanto eles continuam a deter a licença, “I’m afraid it’s not under control what they do with it within the contract’s terms”.

Obs: Este último trecho eu confesso que não entendi, então prefiro não traduzir. Mas sei que tem alguma coisa a ver com a Devir não traduzir los livros dentro do prazo estipulado.

Mensagem enviada em: 12 de janeiro de 2009 16:31 [Alexandre Nordestinus]

And what would be the time that the DEVIR have to publish the books of GURPS?

E o qual seria o tempo que o DEVIR têm que publicar os livros de GURPS?

Totalmente indiscreto, né!…

Mensagem enviada em: 12 de janeiro de 2009 16:54 [Fade Manley]

Specific details of the contract between Devir and Steve Jackson Games are not publicly available. Until another company approaches Steve Jackson Games wishing to publish GURPS in Portuguese, it’s a moot point.

Os detalhes específicos do contrato entre a Devir e a Steve Jackson Games não estão disponíveis ao público. Até que uma outra empresa aborde a Steve Jackson Games , pretendendo publicar GURPS em português, é um ponto a se discutir.

Mensagem enviada em: 12 de janeiro de 2009 16:58 [Alexandre Nordestinus]

Sorry, I was to learn that was not available to the public. But running that angle, there is some possibility of another company showing interest in GURPS and SJG renegotiate with DEVIR?

Thank’s.

Desculpe, já devia saber que não estava disponível para o público. Mas vendo por esse ângulo, existe alguma possibilidade de se alguma outra empresa demonstrar interesse em GURPS e a SJG renegociar com a Devir?

Obrigado.

Mensagem enviada em: 12 de janeiro de 2009 17:02 [Fade Manley]

It may be a possibility, but I don’t know enough about the existence of companies who would be interested to guess either way. All I can really say at this point is that until there is a company who wants to try to do so, there’s no useful information to give.

Pode ser uma possibilidade, mas de qualquer maneira, eu não sei o suficiente sobre a existência de empresas que estariam interessadas. Tudo o que eu posso realmente dizer neste momento é que até há uma empresa que quer tentar fazer isso, mas não há informações úteis que eu possa dar.

Notem que ele fala que há uma empresa interessada.

Mensagem enviada em: 12 de janeiro de 2009 17:11 [Alexandre Nordestinus]

Ok Thank you for answers and sorry for the inconvenience question about the contract with becoming.

I wonder if I can play that our conversation on my blog [https://zonaneutra.wordpress.com]. And one more thing. In Brazil there is the *********** [prefiro não citar o nome da editora que eu indiquei], which has many good books translated into Portuguese. It is the tip. Thanks again and I look forward to confirmation of the possibility of disclosure of our conversation.

Ok Obrigado pela resposta e desculpe pela pergunta inconveniente sobre o contrato com o devir.

Pergunto-me se eu posso postar estanossa conversa no meu blog [https://zonaneutra.wordpress.com]. E mais uma coisa. No Brasil, há a ************* [prefiro não citar o nome da editora que indiquei], que tem muitos bons livros traduzidos em Português. Fica a dica.

Obrigado novamente e aguardo com expectativa a confirmação da possibilidade de divulgação da nossa conversa.

**********
Como ele não respondeu mais sobre a possibilidade de eu postar nossa conversa, vou colocando aqui na Zona Neutra, já que se ele passou as informações para mim, devem ser de conhecimento público.
Dá a entender que outra empresa já entrou na peleja pelas “portas dos fundos” para adquirir os direitos de Gurps no Brasil. Não se sabe quem, mas já é uma notícia bem legal para os fãs de Gurps.
Bem, isso é notícia. E deve ser trazida aos jogadores brasileiros e lusitanos que acompanham a Zona Neutra…
Até mais…
Anúncios

7 pensamentos sobre “Conversa aberta com a Steve Jackson Games…

  1. Alexandre, parabéns pelo sua matéria, mas vejo que há alguns enganos em sua tradução.

    So long as they continue to hold the license, I’m afraid it’s not under control what they do with it within the contract’s terms.

    A tradução mais correta seria: ” Enquanto eles continuarem detendo a licença, não controlamos o que eles devem fazer com ela, desde que respeitem os termos desta.”

    Until another company approaches Steve Jackson Games wishing to publish GURPS in Portuguese, it’s a moot point.

    “Até que outra empresa procure a SJG com a intençao de publicar GURPS em português, não há o que discutir.”

    All I can really say at this point is that until there is a company who wants to try to do so, there’s no useful information to give.

    “Tudo que posso dizer no momento é que até aparecer alguma empresa que tenha interesse em tentar (adquirir os direitos), não há infomrções relevantes a serem dadas.”

    Creio que isto pode ajudar um pouco mais a compreensão do texto.

    Abraços!

  2. Jaime, desculpe pela minha tradução meio “devagar” [na verdade eu não gosto mesmo de inglês]. Caso tenha encontrado mais algum equívoco de minha parte, por favor, tenha a liberdade de expor aqui.

    Então, segundo o nosso amigo Jaime [e contribuinte] outra empresa pode tentar adquirir os direitos sobre o sistema. Agora basta que alguma delas se mostre interessado. E “tentar” seria bem a palavra certa, pois a Devir não abriria mão assim facilmente [eu acho].

  3. Esconder o nome da outra editora é complicado quando a única que vem trabalhando de forma continuada e com qualidade é a Jambô, né?

  4. Alexandre, a matéria está ótima, faço as palavras do Jaime as minhas (em relação a correções das traduções).

    Parece que a devir já teria uma boa parte do GURPS traduzido, mas como a tradução não é a única parte do livro ainda deveria ter muito trabalho pela frente.

    O que parece haver de fato é falta de interessa, e de certa forma correta, de publicar mais uma linha. Seria concorrer com ela própria. Não sei sobre qual contrato ela tenha para publicar GURPS, mas creio que quando ficar aberta a licença ela não pegará novamente, é só questão de tempo. Digamos que ela pegou essa licença em 2004, e por 5 anos (tempo que acho o mínimo), podemos esperar por sua liberação a partir desse ano :). Mas pode ser que nas piores das hipóteses ter ficado com a licença até 10 anos, então teríamos que esperar até 2014. Até lá o apocalipse Zumbi já matou todos nós, e só restaria publicar GURPS Zumbis!

    Uma coisa é certa, se uma empresa quiser pegar o contrato da Devir teria que entrar em negociação com a Devir e a Steve Jackson. Um novo contrato apenas entre a Devir e a Nova empresa pode ser até possível, como “contratação” de serviços, mas pouco provável. O mais plausível seria comprar a licença e pagar o valor proporcional do tempo que a Devir ainda teria direito (com algumas “correções”), e depois renegociar com a Steve Jackson Games.

    Se alguém tiver uns bons milhares de dólares poderá negociar, e também uns mais uns bons milhares para produzir é claro!

O que achou desse post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s