EU, EU MESMO E MEUS JOGADORES…

Pra que esse post? Alguns podem me perguntar. E eu respondo: Sei lá!

Só sei que tinha que escrever sobre alguma coisa e foi isso que me veio a mente: escrever sobre mim e meus jogadores. A bem da verdade não existe essa de meus jogadores, existi sim aquelas pessoas que jogam comigo, formando assim um grupo de Rpg. Mas o grande o problema é que de alguns tempos pra cá, esses jogadores vem mudando e mesmo quando não mudam o grupo não dura. Assumo minha parcela de culpa nisso (o que não é pequena) e isso me leva a pensar o quanto gosto de ler a forma que alguns grupos se desenvolvem e crescem juntos a medida que vão jogando, com o passar do tempo.

Gosto de ser verdadeiro e por isso confesso a vocês que o rpg na cidade onde moro, Acaraú, passa por uma crise a muito instalada e que faz com que eu e muitos outros não tenham o conhecimento multo uns dos outros. Algo do tipo: traçar perfil de jogadores, conhecer suas qualidade e seus defeitos, conhecer seu estilo, entre outros detalhes possíveis. Além disso, aquelas historias marcantes de grupo ficam mais difíceis de acontecer.

Sou mestre desde duas sessões depois que comecei a jogar. Sou cria de Gurps, mas de um tempo pra cá venho tentando me libertar da questão sistema e passar mais para o lado historia, mas confesso que é bastante difícil, pois sou um daqueles mestre/jogador apegado a regras. Mas bem, isso não vem ao caso.

Sou o tipo de metre/narrador que tenta entender e se basear bastante nas regras. Gosto de dar liberdade aos jogadores, dentro de um limite que permita manter o foco da historia, e prefiro um jogo mais sério, apesar de que isso dificilmente acontece, mas nem por isso paro ou reclamo, como eu disse é uma preferencia (Mas umas gargalhadas são boas mesmo).

Já meu jogadores são… eh.. hum… deixa eu ver. Poxa, não sei. E não sei por que eu não tenho jogadores. Não tenho um grupo fixo com o qual jogue a muito tempo a mesma historia. E mais uma vez digo, em parte a culpa é minha, bem minha, mas isso não resolve a questão.

Conto com alguns companheiros, que nos reunimos para jogar, mas não sinto eles como o meu grupo de rpg. Longe do sentido de posse e mais como um sentimento de união, de cumplicidade, de igualdade de pensamentos.

Em tempos antigos, por volta de 2000 ou um pouco mais, tínhamos um grupo de rpg, que jogava o que se apresentasse na mesa, por tanto que fosse rpg, independente do sistema. Por mais que alguns jogadores mudasse, mas sempre havia uma certa compreensão maior por trás dos acontecimentos. Tínhamos discussões, jogadores que faltavam, entre outros problemas, que a maioria dos grupos tem. Mas sempre me sentia seguro com os jogadores que estavam jogando comigo. Alguns do jogadores de hoje são os mesmo de antigamente, mas o sentimento mudou.

Penso que o motivo da mudança pra esse sentimento seja algo natural, que acontece com o passar do tempo. Outras responsabilidades chegam, família, necessidade de ganhar dinheiro, uma necessidade maior de outros divertimentos e assim por diante. Além disse as vontade rpgisticas de cada um ficou mais evidente. Um prefere mais gurps, outros gosta mais de horror, outro gosta mais dos sábados, outros pensam que bom é com lanche (uma maioria podemos dizer assim), entre várias outras vontades. Apesar disso demonstrar um maior crescimento dos jogadores, acaba que as vezes atrapalha. Não digo que sou intolerante as vontades dos jogadores, tanto que isso seria complicado de ser administrado se assim o fosse, mas digo que pesa na hora de preparar o grupo, escolher o sistema, a ambientação, entre outros detalhes de uma aventura de rpg.

Mas o ponto central dessa falta de sentimento de grupo, está na falta de continuidade dos grupos que mestrei/narrei nos últimos tempos. Mais uma vez tenho que assumir minha culpa nesse fato, mas as vezes parece que os jogadores não tem iniciativa e não insistem no que querem, fazendo com que todo o peso da responsabilidade pela falha caia na mão do Mestre, ou seja, não insistem, para fugir um pouco da responsabilidade. Pelo menos é o que parece.

Por último gostaria de dizer que não estou aqui me queixando ou procurando uma solução para o meu problema, estou simplesmente expondo minha experiencia para outros, para que assim possa existir a possibilidade de trocar idéias e experiencia.

Por enquanto é isso. Até a próxima! Cruj Cruj Cruj e t… ops isso não é lugar pra isso… hehehe!!!!

Anúncios

5 pensamentos sobre “EU, EU MESMO E MEUS JOGADORES…

  1. Creio q dificuldades em relaçao ao grupo, todo mestre tem!!! E é de se esperar… um grupo seleto, cheio de opinioes e pontos de vista, tem tudo pra gerar confusão.
    Mas, paciencia… no momento estou tentand jogar pela net, já que meu restrito tempo me impede de jogar em mesa. Espero q consiga… já e dificil jogar ao vivo, imagina tendo q digitar tudo… Não sei como anda o rpg em acarau… então fica dificil de elaborar uma opiniao… mas deixo o apelo q NÃO deixem o RPG morrer por ae… ressucitar nao e tao pratico, e custa muito PO e xp!!! xD

  2. Opa Emilson. O que eu poderia dizer é que as coisas realmente mudam. Mestres, jogadores, aventuras, estilo de jogo e a vida social de cada um. Infelizmente as responsabilidades chegam e a gente tem que se desdobrar pra arranjar tempo pra tudo e ainda se divertir. Isso é inevitável.

    Acho que a ‘crise na cidade’ se deve simplesmente à falta de gente interessada em ajudar de verdade. Pegar um grupo de “manos e minas”, apresentar o RPG e começar a mestrar. Possíveis jogadores e jogadores ‘na ativa’ tem aos montes, mas falta quem mostre para essas pessoas o que é RPG.
    No AnimaVale tivemos um bom exemplo. Várias pessoas que não conheciam [ou que não tinham jogado ainda, pelo menos] se dispuseram a jogar. E gostaram, se me permite dizer.

    A continuidade de um grupo é um caso sério. Sinceramente eu não acho que sua culpa seja tão maior que a dos jogadores, simplesmente por conhecer os jogadores de Acaraú e por saber que eles não levam a sério uma campanha que dure muito tempo. Tenho certeza disso por já ter começado vários grupos que não duram muito. Talvez por isso, atualmente eu queira mais mestrar para pessoas que não conheçam RPG. A magia do RPG, para quem acaba de conhecer o jogo, é fantástica. Diferente de se tentar fazer o mesmo por jogadores que não estão interessados em uma campanha que dure, ou se estão, não demonstram.

    Até…

  3. Algumas campanhas que narrei duraram 5 anos… oh tempo bão aqueles… mas infelizmente hoje não elabora campanhas tão longas por vários motivos… quando cheguei a viçosa consegui narrar uma campanha de 1.5 anos de caçadores caçados mas do grupo inicial, permaneceram 4 (de 8)… a ultima parte da campanha e a ultima sessão contou com 6 jogadores!

    Eu sei como é difícil organizar um encontro seja de RPG ou outra coisa… mas pense numa forma de divulgar o RPG por ai… arranjar novos jogadores não é fácil… e concordo com o Alexandre Fnord… hoje em dia prefiro narrar para novatos… eles me empolgam mais e também se empolgam mais… gosto de ser surpreendido pelos novatos… alguns veteranos são muito engessados… isso sem contar daqueles veteranos que só querem jogar um unico sistema e só fazem praticamente um tipo de personagem… esses eu me atrevo dizer… não são reais jogadores de RPG!

  4. Por que você diz que em parte a culpa é sua? fica claro por que a culpa é em parte dos jogadores, mas não esclarece porque também seria do mestre. Poderias esclarecer?

  5. a culpa eh mei em parte do Emilson pq ele sempre ped de+ dos jogadores e ai eles naum podem dar entaum o Emilson perd a vontade de mestrar
    ja aconteceu comigo, com o Silas e o Chande num grupo online
    agnt se preparou todo iai ele diss q num rolava mais [claro q teve culpa nossa tambm neh]

O que achou desse post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s