Próximos Lançamentos da Devir para o MdT

A Cidade dos Amaldiçoados Nova Orleans

Nova Orleans é um reflexo distorcido do próprio Réquiem, um ambiente perfeito e acolhedor para a Família. A cidade é um misto infinito de devassidão e fé, de alegria e medo. Catedrais imensas se elevam sobre as ruas e, se suas portas oferecem consolo, suas silhuetas ficam assustadoras à luz bruxuleante da noite. Os rosários competem com o jogo de dados e o carteado. Uma dicotomia intrínseca, numa cidade definitivamente vampiresca.

A Cidade dos Amaldiçoados trará:

  • Um cenário detalhado e interessante para jogadores e Narradores de Vampiro,desenvolvido a partir das idéias lançadas no Apêndice Dois de Vampiro: o Réquiem.
  • As histórias oficial e secreta da Nova Orleans do Mundo das Trevas, os vampiros importantes que se estabeleceram na cidade, as relações de poder e as leis que regem suas noites.
  • Uma profusão de personagens, ganchos narrativos e dicas de interpretação que podem ser úteis em qualquer crônica de Vampiro.
  • Uma história completa que o Narrador pode usar para apresentar o cenário e começar a jogar imediatamente.

Ficha técnica:
Autores: Ari Marmell e C. A. Suleiman
Ilustradores: vários
Formato: 21 cm × 28 cm
Capa: Capa dura, 4 cores, reserva de verniz
Miolo: 144 páginas, em Preto e Branco

Faz-se necessário o Livro de regras do Mundo das Trevas e Vampiro: o Réquiem.

Changeling: The Lost

Fazia horas que ela chamava por ele. Gritava o nome dele. Ela o havia seguido jardim adentro e planejava realmente falar um monte para ele, porque ele sabia muito bem que não podia sair depois de escurecer. Mas agora ali estava ela, numa parte do bosque que nunca tinha visto antes, toda cortada por causa dos espinhos. Tinha se perdido havia uma hora e, desde então, vinha gritando o nome dele, gritando… o nome dele. Como era o nome dele?
Changeling: the Lost [Changeling: os Perdidos], pág. 11.

Os contos de fadas nem sempre foram histórias infantis, narradas à beira da cama. Eram alertas. “Não entre na floresta”. “Seja bonzinho”. E se fadas, duendes e ogros sequestrassem realmente as pessoas, mantendo-as como escravos num lugar que é mais pesadelo do que sonho? Apartados do mundo dos mortais, os abduzidos se perdem em suas novas vidas, tornando-se mais e mais semelhantes a seus captores. Alguns deles, profundamente marcados por suas experiências, às vezes conseguem voltar.


Changeling: os Perdidos
(prov.) trará:

  • Apresentação de um novo cenário que tem como pano de fundo o Mundo das Trevas, mas enfoca personagens changelings.
  • Descrição comentada do universo dos changelings: Arcádia, a Sebe, a abdução, o cárcere, as mudanças, a fuga, a vida como changeling, a confrontação com os duplos, o risco da loucura, aparências e kiths, motleys e cortes, promessas, contratos e fidalguias.
  • Processo de criação de personagens changelings, passo a passo.
  • Regras e sistemas especiais que só se aplicam aos Perdidos, que é como os changelings se denominam.
  • Um guia detalhado para ajudar o Narrador a criar e elaborar boas histórias para o cenário de Changeling.
  • Uma lista de antagonistas para as primeiras histórias protagonizadas por personagens Perdidos.
  • Apresentação do feudo franco de Miami: o primeiro esboço de um cenário bem acabado para uma crônica de Changeling.
  • Ficha de personagem.

Ficha técnica:
Autores: Vários
Ilustrador: Vários
Formato: 21 cm × 28 cm
Capa: Capa dura, 6 cores, reserva de verniz
Miolo: 322 páginas, 2 cores

Faz-se necessário o Livro de regras do Mundo das Trevas.

Paranormalidade (prov.)

Ganhei meus poderes do meu pai, mas não nasci com eles. Poderes. Era assim que ele os chamava, mas eu, não. Tento não falar sobre eles. Lembro-me da conversa que tive com a minha mãe, no hospital, ainda menino, enfiado numa roupa de papel e coberto de eletrodos adesivos. Ela disse que nós — nossa família —, que nós os chamávamos de “poderes” porque ainda não tínhamos outras palavras para aquele tipo de coisa.
— Second sight
[Paranormalidade], pág. 2

Algumas pessoas, quando expostas ao desconhecido, integram-se ao mundo sobrenatural. Elas levavam vidas medíocres, tinham famílias e empregos, iam ao supermercado e temiam instintivamente as sombras. Mas agora conseguem mover objetos com a mente e levar seus inimigos a fins terríveis. Não são mais pessoas comuns, cegas e ignorantes. Viram um pedacinho da verdade sobre o Mundo das Trevas e agora fazem parte dele.

Paranormalidade (prov.) trará:

  • Ideias para introduzir poderes psíquicos e místicos em qualquer crônica ambientada no Mundo das Trevas.
  • Novos tipos de personagens mortais — videntes, telepatas, médiuns e taumaturgos — e seus poderes.
  • Ideias para introduzir forças cósmicas e seres de outro mundo em suas histórias.
  • Um roteiro com uma história completa, apresentando os perigos da paranormalidade no Mundo das Trevas.

Ficha técnica:
Autores: Vários
Ilustradores: Vários
Formato: 21 cm × 28 cm
Capa: Capa dura, 4 cores, reserva de verniz
Miolo: 160 páginas, em Preto e Branco

Faz-se necessário o Livro de regras do Mundo das Trevas.

Fonte (Pra não dizer Control+C, Control+V)

DEVIR (Links):

Anúncios

O que achou desse post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s