[Resgate RSC] Criticar ou Não Criticar? Eis a Questão!

Fim de Sessão. O mestre recolhendo os papeis olha para os jogadores e diz:

“— O que acharam da sessão de hoje?”

Sinceramente, pra mim, esse é um dos bons momentos da sessão. O único problema é que eu não sei amenizar as palavras. Além disso, acho que tenho amizade suficiente com os mestre do grupo (dificilmente jogo com estranhos), pra falar abertamente.

Porém, faz um tempinho que percebo o mestre do grupo no qual jogo atualmente um pouco distante e por que não dizer, estranho com a minha pessoa. Sei que posso estar enganado, e espero estar enganado, mas se for essa a situação real o que devo fazer?

Um dos primeiros motivos que me levam a ser assim: é que eu espero que os meus jogadores se comportem assim comigo, pois acredito que só com as críticas é possível atingir um nível mais elevado naquilo que fazemos. Mas se o que ando percebendo se concretizar, é por que nem todos pesam igual a mim em relação a esse assunto(e pra falar a verdade nem devem…).

A minha opinião sobre o assunto é de que devemos falar abertamente sobre o que achamos da sessão que jogamos. Sei que devemos exaltar os pontos positivos, assim como devemos apontar os pontos negativos. Não há sentindo em dizer sempre que as coisas estão boas se o pensamento não for o mesmo.

Entendo que não exista maneira certa ou errada de se jogar, e sei que não sou o melhor dos mestres, mas se jogamos em grupo acredito que tenhamos que estar em sintonia e todos tem que gostar do que estão fazendo. E mesmo eu não sendo o melhor dos mestres, sei, até mesmo nos meus erros, o que pode estar errado em uma sessão de rpg. Isso se deve ainda ao fato de que vejo nos pontos fracos que aponto exatamente o que falta nas minhas aventuras e sabendo que eu não estava fazendo direito, tento mostrar a quem quer que seja, que assim não é a melhor maneira.

Não quero ser o dono da verdade, mas essa é a minha maneira de pensar e agir.

Anúncios

8 pensamentos sobre “[Resgate RSC] Criticar ou Não Criticar? Eis a Questão!

  1. Oi Emilson.
    Entendo bem seu ponto de vista, e concordo com ele.
    Acho que é ótimo que você esteja aberto às críticas e sugestões. É a única maneira da gente melhorar né.
    O problema, como você mesmo falou, é que nem todo mundo pensa assim, e muita gente vai ficar, sim, chateada de ver seus defeitos apontados.
    Acho que nessas horas vale a pena tentar analisar um pouco a pessoa alvo das críticas e se perceber que ela não vai reagir bem, talvez não ser muito direto.
    Pensa que o jogo, é como um filho para o mestre, que ele deve ter perdido um tempão preparando.
    Aceitar bem uma crítica é coisa bem difícil e, nesse aspecto, cada um tem seu ritmo de crescimento, e seu jeito de aprender. Acho que é legal saber identificar isso. As vezes as pessoas ficam na defensiva e não conseguem mesmo entender as boas intenções de uma atitude.
    Acho que você tem uma preocupação importante em relação ao assunto, e que se aplica a coisas além do rpg. As vezes a abordagem faz toda a diferença.

    Abração.

  2. Não sei quanto ao mestre em questão, mas eu jogo no mesmo grupo e não ainda não tinha percebido essa diferença de comportamento, no que se trata de extra-mesa.

    Talvez eu não tenha notado ou talvez você esteja tendo uma impressão errada. Mas eu acho que um mestre tem que saber ouvir os erros que cometeu e ter uma noção das suas falhas.
    Sou mestre de RPG também e gosto de ouvir as reclamações dos jogadores depois da sessão [se bem, que quando eu mestro, poucas pessoas reclamam na minha frente e ainda não entendi o por quê!]. Acho que em todas as situações do nosso cotidiano, as críticas são os nossos melhores “olhos de fora” [quem vê de fora, vê melhor, é o que dizem:P].

    Acredito que devamos nos sentar com ele, num dia qualquer e conversar sobre o que ele acha. Ter uma opinião de quem tem o trabalho de criar as situações. Talvez isso nos ajude a entender o que está acontecendo…

  3. Bem Cenildo, concordo com você, mas é que pra mim isso parece ser bem dificil. Porém, estou tentando melhorar.

    Sobre conversar com ele, Alexandre, já o fiz. Não sou muito de esperar, principalmente quando as coisas estão mal resolvidos. Errado eu não estava 100%, o que acontece, como o próprio narrador falou, ele não gostou de levar críticas, mas que elas são necessárias. Que ele estava meio desanimado estava, mas depois da conversa que tive com ele, acredito que os motivos fossem outros e naum as críticas.

    É isso, até mais a todos!!!

  4. Bem, nesse caso, acho que a melhor opção seria fazer como disse o Cenildon. Criticar, mas com um teor menos “agressivo”. [não encontrei uma palavra melhor, mas creio que todos entendam =D].
    E uma outra coisa que pode ajudar [eu acredito] seria ele sentar e conversar com todo o grupo, para que ele ouça as criticas e defenda seus pontos de vista. Quem sabe assim ele não entenda, que ninguém está tentando piorar as coisas…

    Abraço…

  5. Emilson,
    existem dois tipos de categorias de mestres…

    * Aqueles que aceitam critica;
    * Aqueles que não aceitam critica;

    Eu nao tive muitos casos com mestres cegos e surdos frente a seus jogadores, até pq me negava a jogar com eles, pq eles partem do principio de serem sempre os donos da verdade, e isso meu caro, ninguem o é.
    Até pq, eu fui jogador no maximo 1% das sessões de RPG da minha vida, 99% eu fui mestre.
    Mas, em contrapartida, ja tive muitos jogadores que nao aceitavam direito minhas criticas sobre a interpretação do seu personagem… da mesma forma, que ja centenas de outros jogadores que prestaram atenção nas criticas, melhoraram MUITO com a interpretação de seus personagens.
    Na minha opnião, alem do fato do mestre “escutar” ou “não escutar” existe um outro problema.. que é quando o “Santo não combina” que é quando vc e o mestre simplismente não possuem “afinidade”.

    Nesse caso, é muito muito mais difícil, pq nao tem nada haver com o RPG, mas sim da personalidade dos dois… aí vai sair sempre faísca, até se forem jogar Peteca juntos.

    Mas sei la, RPG é divertimento. Vc vai ter q pensar em uma estrategia para lidar com isso, ou simplismente parar de participar dessas aventuras, se vc realmente nao estiver se divertindo é claro.

  6. Acho q tem q criticar sim, como é q o narrador vai melhorar sem saber das coisas ruins q acontecem na sessão. Eu mesmo quando não narrava, as vezes escondia fatos que só contava na presença dos outros jogadores, mas só quando iniciei a narrar realmente, que vi que isso é injusto com o narrador que gasta um bom tempo preparando a sessão. No caso do Wenderson, tbm reparei que ele tava um pouco pra baixo, mas se for por causa das críticas acho que deveria ver que nós criticamos para poder melhorar.

  7. Talvez dê pra trocar a sessão de críticas por um papo mais leve no final do jogo, repleto de sugestões. =]
    Mestres donos da verdade realmente são difíceis de digerir, mas se o cara realmente for seu amigo, acredito que você vai encontrar um jeito de trocar essa idéia com ele.
    O ideal seria que, numa conversa, você o levasse a concluir que tem jeitos melhores mestrar ou narrar.

    Mas o meu conselho seria você não se preocupar demais com isso. Como o Meyer disse, RPG é pra ser divertido, e as discussões sobre RPG também. Se ele não quiser aceitar as sugestões, ao meu ver, quem perde é ele.
    Abraços.

  8. Primeiramente, como vai caro amigo Emilso? Espero que esteja tudo ocorrendo da melhor maneira!!!

    Voutando ao assunto… Criticas sempre terão que existir, para torna o jogo mais agradaveu a todos na mesa temos que saber do que as pessoas gostão e não gostão! Não é simplismente narrar aquilo que nos agrada, porque não é só você que esta jogando.
    Há alguns Mestres que não aprecião muito a critica e para esses tipos de mestres tomos quer ser muito cuidadosos com o que falamos!

O que achou desse post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s