[Resgate RSC] Vale a pena ouvir seus jogadores?

Sou defensor voraz de que boas sessões acontecem com mais frequência quando o grupo trabalha como uma equipe para dar um bom andamento aos seus jogos. Mas as vezes acho que em certas questões os jogadores destorcem as coisas para terem vantagens quando exprimem suas opiniões. Quero adiantar que sei o quanto as pessoas que jogam comigo são lúcidas e inteligentes.

As vezes surge a questão de decidir o tipo da aventura: É melhor chegar com uma história surpresa ou decidir em conjunto como ela vai ser? Acredito que a resposta dessa pergunra vá variar muito de pessoa para pessoa. Para mim vejo na discussão em equipe uma melhor alternativa, pois assim a chance de alguém se desinteressar ou não gostar é bem menor. Mas e quanto a uma história de horror? Seria melhor que ninguém soubesse que está preste a levar um susto ou passar por situações de medo. Por que quando se está preparado, a possibilidade de sentir medo será bem menor. Porém, mesmo em uma campanha de horror deve-se ouvir a opnião de seus jogadores. Não que você deva perguntar quais criaturas enfrentar ou coisa do tipo, mas para perguntar o lugar onde a aventura se passará, que tipos de personagem usar, isso tudo sem dizer que será uma campanha de horror.

Eu acredito que poucas vezes fiz aventuras sem perguntar a opinião de meus jogadores e quase sempre fomos bem sucedidos em nossas campanhas. Nas poucas vezes em que aconteceu da aventura não ser o que esperavamos, a minha responsabilidade estava um pouquinho repartida com meus jogadores.

Nessa de ouvir a opinião de meus jogadores acabei cometendo um pequeno erro na aventura que estou mestrando atualmente. É exatamente uma campanha de horror e desde o inicio as pessoas que jogam comigo sabem que é uma campanha de horror. Isso tornar a tarefa de ser assustador um pouco mais dificil. Mas eis que as minhas sessões dificilmente são assustadoras, na maioria das vezes elas são engraçadas, mesmo sendo uma campanha de horror.

Em resumo é isso: eu acredito que as aventuras tenham mais chances de sucesso quando o narrador ouve a opnião de seus jogadores.

Até o próximo artigo!

Anúncios

9 pensamentos sobre “[Resgate RSC] Vale a pena ouvir seus jogadores?

  1. Sabe, eu acho importantíssimo o diálogo entre o mestre e os jogadores. O jogo não pertence ao mestre, tampouco aos jogadores: o jogo é de todos e é feito por todos.

  2. Poxa, eu já discordo quanto a não avisar que a sessão vai ser de horror seja melhor que avisar.
    Primeiro por que quando se sabe que a sessão vai ter horror, os jogadores já devem assumir uma postura mais séria para seus personagens, pois qualquer bobiada pode ser fatal. Fica também mais natural pedir pra diminuírem as piadas, pra não quebrar o clima.
    Segundo que já é de se esperar que o jogo seja a noite, com pouca luz, ambiente pesado e com acontecimentos chocantes, isso tudo ajuda a instigar o medo nos jogadores.
    Terceiro que o medo no RPG é muito diferente do medo em filmes e séries. É mais para o suspense, paranóia, incerteza de se está fazendo a coisa certa… E quando se sabe que é jogo de horror, sabe-se que o mestre não vai dar uma de bonzinho. Afinal os personagens não são mais os heróis, apenas personagens a mercê do desconhecido.

    Mas concordo quanto a pedir a opinião sobre que tipo de jogo deve rolar… fica bem mais fácil de todos curtirem. Claro que o mestre tem que curtir narrar aquele estilo de jogo, senão também não flui.

    Um abraço!

  3. Eu acho que toda campanha devia começar com uma reunião de Kick-Off da campanha. Onde todo mundo discute que tipo de aventura vai ser, que personagem cada um vai fazer, e por aí vai. Ninguém precisa rolar dados ou fazer ficha ainda, mas essa oficialização de “escrita” do contrato social faz com que o jogo corra muito mais dentro das expectativas médias. Meus dois cents.

  4. eu comcordo com amigo (Daniel anand) !!!!!!

    q nois jogadores e o mestre devemos se reunir antes da aventura e decidi como vai ser!!! e pronto. e depois e com o mestre.

    (sg) e com um mestre como o emilson e dificil de a aventura fica chata!!!!!

  5. Acho muito importante a conversa com os jogadores. Eles é quem definem o gosto pelas aventuras que vão acontecer. Se algum deles não ficar de acordo com o tema abordado numa aventura surpresa, acho que o RPG se distância de seu objetivo, a diversão. Sempre há aqueles que defenderão a interpretação de qualquer personagem, masa nada melhor para um jogador, interpretar o personagem que ele escolheu, usando o melhor sistema para a ocasião e tendo amigos satisfeitos ao seu lado…
    Se a aventura for de horror, infelizmente, o trabalho cai todo para o mestre, que terá que preparar algo que seja horrendo, sem deixar que os jogadores façam meta-jogo na mesa e caiam numa risadaria constante. Acho que isso é muito difícil [muito mesmo] e talvez por isso eu não tenha mestrado ainda uma aventura de horror que agradasse a mim mesmo…

  6. Nunca consegui fazer uma sessão de horror que prestasse. A próxima sessão deve ser mais uma tentativa… vamos ver o que sai.

    Conversar com os jogadores é importante. Especialmente para ver se você está mestrando de uma forma bacana e divertida para eles. Tento sempre estimular as opiniões e criticas construtivas do grupo para melhorar os jogos.

  7. Eu tbm acho que é bom ouvir jogadores, mas no caso de decidir como será a história, não concordo em falar se vai ser só pancada ou outra coisa qualquer, não acho que os jogadores devam se “preparar” para a aventura, escolhendo perícias, vantagens ou atributos…já que na minha opinião são os personagens que tem de se adaptar a história e não a história aos personagens.

  8. Oscar…
    Concordo que o personagem deve se adaptar à história, desde que a aventura seja uma surpresa para os personagens [como é o caso do horror], mas nem todas as aventuras são assim. Por exemplo: como fazer personagens não-preparados para uma aventura em que eles serão oficiais da S.T.A.R.S. numa cidadezinha chamada Raccon City? Por isso acho que o que você falou está certo, mas em certas situações, não em todas.

  9. Agradeço a todos pela participação nesse artigo (como se alguém vc ver esse meu comentario de agradecimento).

    Na minha opnião acho que na maioria das vezes a reunião coos jogadores para decidir os rumos da campanha que se inicia devem ser realizadas, mas exsite algumas excessões como dita em outros cometários.

    Até mais!

O que achou desse post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s